No Eu Confesso você desabafa em TOTAL ANONIMATO O que espera? Desabafe! Clique no botão à direita.

(A lista não inclui usuários em conversa privada) , são alguns usuários que estão no Bate-papo / CHAT. O que você está à espera? Junte-se a eles e divirta-se um pouco!! (att: para maiores de 18 anos apenas)

NOVA PLATAFORMA - Perguntas e Respostas:

Todos nós temos objetivos e sonhos e as viagens costumam fazer parte deles. Viajar é a melhor forma de abrir seu horizonte e conhecer outras perspectivas
» Clique aqui para continuar a ler ou para responder
Respondam ai
» Clique aqui para continuar a ler ou para responder

O que fazer quando o casal não consegue superar Feminino

Confissão ID: 228828 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Partilhar: Facebook Twitter Linkedin

Tenho 21 anos. E tenho um filho de um ano. Fui morar com meu esposo assim que descobri estar grávida. No início meu companheiro bebia muito, e sempre me ofendia, criticava o fato de que eu não trabalhava, que não ajudava em casa, e que eu e meu filho dependia dele pra tudo caso contrário estaríamos mortos a essa altura do campeonato. O que não é verdade pois tenho total apoio dos meus familiares. Em 6 anos de namoro, ele nunca havia me tratado de tal forma, 3 meses depois que meu bebê nasceu, ele começou a me bater, gritar e me humilhar. Hoje um ano depois, ele não me bate mais, aparentemente ele mudou, diminuiu a bebida... Mas não sobrou muita coisa do nosso relacionamento depois disso, não conseguimos ficar bem... Sei que não me sinto inteira, não me sinto bonita, mesmo sabendo que não sou feia, sei que ele não me acha bonita tbm e que não sente mais atração. Ele não tem ninguém por incrível que pareça... Já tentamos resolver, tentamos seguir em frente, mas não conseguimos. Acredito que há alguns meses quando ele estava em processo de mudança, eu o fiz acreditar que não gostava mais dele, que não me importava mais e que não queria ter mais nada com ele. Não fui uma boa pessoa pra ele naquele momento. Eu quis descontar tudo que ele fez pra mim e tudo que me fez sentir. Hoje somos duas pessoas opostas, que vivem juntas, se amam, fazem o possível pra deixar o outro feliz, mas que quase não conversa mais, quase não troca mais carinhos, e que se esforçam pra educar bem nosso filho. É triste porque a gente se ama, apesar de tudo. Só não sabemos como ser um bom ímpar, pra virar um bom par. Já fiz promessas, já rezei, já fiz de tudo pra conseguirmos ser aquele baita casal que éramos, e até agora não tive uma resposta. Peço que me escrevam, a todos que tiveram situações parecidas, e como resolveram seus conflitos. Peço que me deixem frases de apoio, pois ultimamente não consigo ficar bem, não tenho com quem conversar, não tenho ninguém...

Texto desabafado por Julia , em Sexta, 20 de Setembro de 2019
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. Julia agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.

Comentários ao Desabafo de Julia

Por favor seja construtivo nos seus comentários.



Você já conhece a nova plataforma de Perguntas e Respostas?
Venha colaborar também no Eu Pergunto:

0
0
0
0