No Eu Confesso você desabafa em TOTAL ANONIMATO O que espera? Desabafe! Clique no botão à direita.

(A lista não inclui usuários em conversa privada) , são alguns usuários que estão no Bate-papo / CHAT. O que você está à espera? Junte-se a eles e divirta-se um pouco!! (att: para maiores de 18 anos apenas)

Minha vida acabou Feminino

Confissão ID: 91025 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Partilhar: Facebook Twitter Linkedin

Eu confesso que estou desesperada, estou no meu limite. Tenho 17 anos, acabo de me formar no ensino médio. Queria logo me ingressar numa faculdade federal no ano passado, mas não obtive uma boa nota no enem e por isso não deu para iniciar o curso que queria na universidade da cidade vizinha. Comecei um curso básico na minha cidade essa semana e estou gostando, mas claro, não é o que sonhei. Eu pretendia começar a faculdade no próximo ano mas são 5 anos de curso integral. Moro no interior, não tenho renda própria, sou de classe média baixa. Eu tenho em mente que talvez nunca consiga me formar em uma universidade, essa é a minha realidade. Minha mãe está com n problemas de saúde e não está tratando de suas doenças, pois, não temos condições. Ela está terminando um relacionamento que durou 8 anos e não está sendo nada fácil, obviamente. Eu tenho 17 anos e nenhuma experiência no mercado de trabalho. Na minha cidade os únicos empregos para jovens da minha idade pagam apenas metade do salário. Jovens de 18 anos tem a opção de trabalharem em lojas ou supermercados. Preciso trabalhar para ajudar a minha mãe. Não temos casa própria, pagamos aluguel, não tempos R$1,00 no banco, apenas contas na gaveta que precisam ser pagas. Faltam 8 anos para ela conseguir aposentadoria mas sei que ela não aguentará mais 8 anos trabalhando 8 hs por dia. Não saio, não me divirto, não tenho amigos, me sinto um monstro. Já cogitei diversas vezes o suicídio, todos os dias, e aí penso: mas e a mãe? Sofro calada, pois, sei que os problemas da minha mãe são maiores que os meus. Ao mesmo tempo me sinto impotente por não conseguir resolver tudo. Não temos apoio de ninguém da família, não tenho apoio do meu pai, temos apenas o apoio uma da outra e nem isso ela parece querer, prefere sofrer calada assim como eu. Ela faz tudo para me agradar, para parecer que está tudo bem mas eu sei que não está. Eu sinto. Eu vejo. Apesar disso, minha mãe não me ama, apenas me aceita, conforma-se com minha presença. Ela é fria comigo, percebo isso desde quando era pequena. Eu amo minha mãe mais do que qualquer coisa nessa vida, eu desistiria dos meus sonhos por ela eu faria qualquer negócio. Ao mesmo tempo, todas as portas parecem estar fechadas para nós duas. Minha mãe é muito ligada em espiritualidade, sempre disse que era uma mulher forte, sempre acreditou em algo superior. Mas a cada dia essa força se esvai e acho que não há nada nem ninguém lá em cima olhando por ela. Não, eu não acredito que há algo superior a nós. Quero dizer, alguém me protegeria quando eu mais precisasse? Não consigo ver qual é o sentido dessa vida que levo.

Texto desabafado por Hurt , em Quinta, 20 de Fevereiro de 2014
ÁUDIO: OUVIR O TEXTO - clique em OUVIR O TEXTO e aguarde um pouco - Pausar - Retomar - Parar
Quanto maior o texto, mais tempo demora a começar a leitura. Por favor aguarde.
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. Hurt agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.
[ Tags ] leia mais sobre: dinheiro     Solidão     Sonhos     mãe     doença    

Comentários ao Desabafo de Hurt

Por favor seja construtivo nos seus comentários.

0
0
0
0


r