No Eu Confesso para Adultos você desabafa em TOTAL ANONIMATO Atenção: Esta secção destina-se apenas a MAIORES DE 18 ANOS.

Como foi meu primeiro ménage Feminino

Confissão ID: 249190 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.


quero anunciar neste espaço

Ninguém me conhece mesmo então irei me apresentar. Me chamo Ana Patrícia, tenho 24 anos e sou professora em formação. Faço faculdade EAD. Meu marido se chama Alexandre, tem 26 de idade e é mecânico. Bom, nossa história começa em 2016, quando o conheci através de uma amiga que era cliente da oficina dele e de cliente passou a ser amiga. Morava sozinho e a casa dele fica encima da oficina e tem um espaço ótimo pra churrasco, e a convite dessa amiga acabei indo pra uma pequena comemoração de um amigo em comum que foi feito na casa do Alê. Lá conheci muita rapazes interessantes mas o que mais me chamou atenção mesmo foi o Alexandre. Muito educado, brincalhão e muito receptivo. Tinham umas 25 pessoas fazendo bagunça na área da casa dele e ele simplesmente de boa. Já na metade da festa eu comecei a conversar com ele e a conversa fluiu bastante. Tanto que fiquei por último e ele foi me deixar em casa e nesse dia acabamos ficando dentro do carro dele na porta da casa da minha mãe. Passamos a ter contato e sempre estávamos saindo juntos e nos tornamos um casal de namorados com o passar do tempo. Só que o sexo só rolou quase 3 meses depois de oficializar o namoro. Pois na época eu me sentia meio insegura por conta de um ex namorado que havia me deixado muito traumatizada com o relacionamento. Alê foi muito paciente e bastante compreensivo e nunca sequer forçou nada. No início de 2017 eu acabei engravidando dele e com isso vim morar com ele na casa dele. Só que com pouco menos de 3 meses acabei tendo um aborto espontâneo. Foi um momento muito difícil, mas ficamos ainda mais ligados um no outro. Sendo bem sincera eu estava com ele mais pela pessoa que ele é, porque o sexo entre a gente até então nunca tinha sido lá essas coisas. Era até mesmo sem graça. Mas após o tempo de repouso do aborto a coisa começou a tomar um rumo bem diferente. Ele acorda cedo e desce pra trabalhar, só sobe meio dia pra almoçar e meia hora depois desse de novo e aí não tem hora pra subir. Ele é um homem bastante dedicado ao serviço e tem muitos clientes, e sempre na oficina está cheia de carros. Como disse, após esse período que aconteceu o aborto eu comecei a ter muito tesão, e passei a me masturbar sempre que podia. Ele até então nunca mais tinha me procurado pra nada, acho que por imaginar que eu ainda não estava preparada pra ter relação ainda. Sendo que na verdade eu estava em um dos períodos mais excitantes que já tive na vida. Não sei nem explicar o porquê disso, mas eu chegava a me masturbar 6 vezes em um só dia. Era muito tesão e não conseguia me controlar. Tinha que me aliviar. Então certa vez, em um dia específico de sexta feira, eu tinha acabado de fazer uma macarronada que ele adora, e fui tomar banho. Quando entrei no quarto ainda de toalha liguei a TV e coloquei no telecine. Já era quase 7 da noite e ele ainda estava lá embaixo na oficina trabalhando. Pois bem, quando liguei a TV estava passando um filme e cerca de 15 segundos depois começou uma cena muito quente de sexo. E eu fiquei babando com aquilo e fiquei observando com um desejo insaciável de estar fazendo a mesma coisa. Desliguei a TV e fui na cozinha beber um copo de água e voltei para o quarto. Chegando lá me deitei e comecei a me masturbar. Eu estava num clima tão bom e numa excitação tão incrível que nada mais ao redor no mundo estava importando. Eu continuei até que gozei e dei um gemido baixinho mas muito intenso e gostoso. Até que olhei em direção da porta e o Alexandre estava lá parado olhando e babando de me ver daquele jeito. Eu fiquei completamente sem graça e perguntei a quanto tempo ele estava lá me vendo. Ele nem sequer respondeu, só tirou a roupa, e ainda sujo de trabalhar o dia todo veio pra cima de mim. Aquele dia foi indiscutivelmente o melhor sexo que já havia tido em toda minha vida. Ele me pegou de um jeito e penetrava de uma maneira que eu ficava cada vez mais louca e com sede na boca querendo mais. Até àquele dia eu nunca havia feito sexo anal. Eu sempre tive medo e receio porque eu imaginava que seria doloroso. E com o Alexandre eu tinha ainda mais preocupação, pois o pênis dele além de grande ainda é muito grosso. Mas eu estava tão dominada pelo tesão que quando ele me pediu pra colocar no ânus eu nem pensei duas vezes e mandei ele colocar. Foi uma das melhores sensações da minha vida. Não sei se por conta do clima que eu tava, mas foi até melhor do que quando ele estava metendo na minha vagina. Foi tão intenso que gozei só fazendo anal. Em resumo, depois desse dia a nossa vida não foi mais a mesma. Era sexo descontrolado todo dia e toda hora. A gente não podia se ver que rolava algo. Era qualquer oportunidade, até mesmo nas saídas que a gente tinha. Na casa dos parentes dele e meus, nós bares, festas, no meio da rua escondido. Era algo incontrolável. E assim foi indo até ano passado. Em 2019, no dia do aniversário dele, eu tava sem idéia do que dar de presente pra ele. Então peguei um papel e quando ele saiu da oficina e subiu e entreguei esse papel em branco e disse pra ele escrever ali qualquer coisa que ele tinha vontade de fazer em relação a sexo que ele nunca havia feito mas que tinha muita vontade. Ele sorriu, pegou o papel da minha mão e escreveu e logo após me devolveu. Eu não li de imediato, primeiro transamos loucamente por umas 3 horas e quando estávamos deitados na cama eu resolvi pegar o papel e ler. E para a minha grande e assustadora surpresa, lá tinha escrito que ele queria um ménage. Sendo bem realista, eu fiquei profundamente chateada com aquilo. Eu não estava esperando. Pensei que ele queria qualquer outra coisa menos aquilo. E infelizmente não tive como evitar que ele não percebesse meu descontentamento com aquilo e acabamos meio que discutindo. Eu o questionei se só eu não estava suficiente. Se tudo que a gente já tinha feito não era o bastante. Ele ficou completamente sem graça e ficou o tempo todo tentando explicar que aquilo era só um fetiche que ele sempre teve mas que só teria coragem de fazer se fosse comigo. Infelizmente não me achei madura o suficiente naquele momento e não conseguia entender nada do que ele me dizia. O que vinha a minha cabeça é que ele queria outra e essa seria a desculpa perfeita. Ele me pediu desculpas, eu aceitei e acabamos ficando de bem. E ele me prometeu que nunca mais tocariamos naquele assunto. Pra cabeça de uma mulher, isso era algo impossível. Daquele dia eu passei a não parar de pensar mais naquilo e fiquei curiosa sobre o assunto, pois até então nunca tive interesse em ménage. Passei a buscar na internet sobre relatos e matérias que falavam sobre o ménage e como acontecia. Passei mais de um mês só pesquisando. Até que um dia eu resolvi entrar em site porno e busquei alguns vídeos que tivessem ménage como título. E infelizmente minha curiosidade passou a se tornar um desejo. Vi alguns filmes que realmente me deixaram muito excitada. A cena de ver duas mulheres se pegando e tendo um homem pra complementar aquilo realmente começou a me deixar bem excitada. Eu passei a assistir vários filmes por dia e ao mesmo tempo que eu me masturbando assistindo tudo. Só que o Alê nem sonhava que eu estava começando a querer o mesmo que ele queria. E então certo dia eu fiz um jantar ótimo pra nós dois, comemos e bebemos um pouco de vinho e ficamos conversando besteiras. Até que uma hora eu levei ele pro quarto, deitei ele na cama e tirei a roupa dele todinha. Logo em seguida tirei a minha roupa também mas fiquei de calcinha. Fui pra cima dele e começamos a nos beijar e acariciar bem gostoso. Depois saí de cima dele, liguei a TV e coloquei um dos filmes de ménage que eu mais tinha gostado de assitir, e que por sinal eu já havia gozado várias vezes assistindo, e coloquei pra ele assistir. Eu disse pra a ele não falar nada e somente assistir e assim ele fez. Ele ficou bem surpreso e animado quando percebeu que o filme tinha como tema ménage, e enquanto o filme rolava e os três se acariciavam na cena eu levemente passava a mão pelo pênis dele. E quando finalmente os três começaram a transar e vi que ele já estava muito excitado, desci até o pênis dele e comecei a fazer sexo oral enquanto ele assistia o filme. Ele completamente em êxtase e doido de tesão, e eu cada vez mais excitada em ver ele daquele jeito. Eu sentia o pênis dele pulsando na minha boca e eu ficando toda molhada de ver ele daquele jeito, foi realmente uma acontecimento muito gostoso entre a gente. Passou um tempo e ele ficando cada vez mais excitado, até que ele não se segurou e gozou na minha boca. Eu fui até ele, pedi pra ele abrir a boca e despejei o esperma na boca dele. Foi muito gostoso fazer aquilo. Eu mandei ele engolir e ele engoliu. O filme ainda estava rolando na TV e eu perguntei pra ele se era aquilo que queria fazer comigo e ele imediatamente disse que sim. Beijei ele com gosto de esperma e fizemos mais um dos sexos mais memoráveis que já tivemos. Depois do sexo conversamos, expliquei pra ele que no dia que tivemos a discussão eu tive àquela reação por medo e por não ter tido entendimento sobre o que ele queria. Pedi desculpas pela minha incapacidade de entendimento no dia e expliquei também que pesquisei sobre ménage e que havia mudado de idéia sobre realizar àquele fetiche. Ele me perguntou se eu tinha certeza e eu disse que sim. Então daquele dia passamos a procurar uma garota que fosse ideal pra gente, e para nossa surpresa menos de dois meses depois nos demos conta de quem seria a pessoa perfeita. A minha amiga que havia me apresentado a ele. Nesse tempo ela já estava casada também, e não morava tão longe assim da gente. O nosso contato ainda continuava bom e eu sabia que ela gostava de safadezas. E por ser casada eu tinha certeza que seria a pessoa perfeita pois além de ser alguém de minha confiança também seria alguém que teria descrição. Restava saber se ela toparia. Passei a falar mais com ela e com o passar dos dias, e aos poucos fui entrando em assuntos cada vez mais íntimos sobre nossos relacionamentos. Até que depois de muita paciência e longos dias de conversas eu consegui tocar no assunto do ménage. E para minha surpresa ela disse que nunca havia feito mas que tinha uma certa curiosidade. E me confessou também que já havia beijado duas vezes uma mesma garota que inclusive é conhecida da gente. Perguntei o que o marido dela achava da idéia, e ela disse que nunca tinham falado sobre isso. Ela me perguntou sobre o que o Alexandre achava dessa idéia. Então eu disse que ele tinha esse fetiche e confessei também que estava disposta a realizar essa vontade dele. Ela se mostrou animada e achou legal da parte da gente querer isso. E foi aí que eu joguei que queiramos ela como nossa cúmplice. Ela respondeu questionando como isso seria possível e se seria possível. Eu disse que a gente marcaria para o dia que ela quisesse. Ela disse que havia ficado interessada e que apesar de ser uma loucura pela fato de sermos amigas, até que havia achado a idéia bem excitante. Perguntou se eu ia sentir ciúme de ver ela com o Alexandre, respondi que não sabia mas que por ser ela a chance seria mínima porque eu confiava nela. Deixei bem claro que seria apenas sexo e ela concordou sem retrucar nada. Logo após falei pro Alexandre sobre o que tínhamos conversado e que ela havia concordado com a ideia, e ele ficou bastante entusiasmado. Nesse dia transamos e foi algo surreal demais. Ele falando sacanagem no meu ouvido e eu ficando descontrolada de tanto tesão. É muito estranho vc está alí transando com o homem que você ama e ele falando em transar com outra na minha frente e eu ficando com ciúme e excitada ao mesmo tempo. E quanto mais ele falava o que ia fazer com nos duas eu ficava ainda mais louca de tesão. Ele não poupava detalhes e eu ficando com água na boca do modo que ele detalhava como seria a transa entre nós três. Passou se apenas 5 dias e minha amiga me mandou uma mensagem dizendo que era pra gente se preparar porque ela havia dado uma desculpa de ir a evento do trabalho dela para poder vim até nossa casa. Eu fiquei assustada e ao mesmo tempo animada e um frio na barriga que nunca tinha sentido. Eu corri até a oficina e contei para o Alê sobre a novidade e ele ficou muito animado. Nesse dia ele fechou a oficina bem mais cedo que o costume e fomos nos preparar para receber nossa amiguinha. Oito da noite em ponto e meu telefone tocou, já era minha amiga lá embaixo que já havia chegado. O Alê que foi receber ela, e quando ela estava subindo as escadas e eu a vi fiquei muito tensa e nervosa. Eu percebi que ela também estava nervosa e o Alexandre também estava mas bem menos que eu e ela. Fui até ela e a abracei e disse pra ela que era muito bem vinda. Ela sorriu e na mesma hora eu dei um beijo nela, e que beijo. Beijo de homem é ótimo, mas o dela foi incrível. Passamos um bom tempo nos beijando e o Alê só olhando. Até que puxei ele e comecei a beijar ele e ela quem ficou olhando, então ele parou de me beijar e começou beijar ela na minha frente. Eu tava morta de ciúme de ver aquilo, mas eu tava tão excitada e tremendo de tesão que não teve lugar pra ciúme dominar naquele momento. Continuamos a trocar beijos e aos poucos fomos indo para o quarto, que estava todo preparado com velas acessas e com um clima bem atrativo para um bom sexo. Aos poucos fomos tirando a roupa um do outro e cada vez mais esquentando. Até que ele começou a fazer sexo oral em nós duas enquanto eu e ela nos beijávamos. Depois foi ela quem me fez um sexo oral e logo em seguida foi minha vez de fazer nela. E assim foi indo até que eu pedi pra ela sentar nele e ela rapidinho obedeceu. Foi muito gostoso ver eles transando na minha frente e eu lá esquentando ainda mais o clima com assuntos quentes. Ele passou um bom tempo penetrando ela até que chegou minha vez de ir pra cima dele. Eu já estava tão excitada de ver eles dois transando que pouco com tempo rebolando nele eu gozei. Sinceramente foi a melhor gozada que já tive na vida. Eu não parei e continuei a rebolar no pênis dele mesmo depois de ter gozado. Nesse dia foram tantas posições feitas e tantas sensações sentidas, foi basicamente a melhor noite de sexo que eu já tive na vida. Sentir o corpo dela nú em mim e o meu no dela foi algo extraordinário. O beijo, as carícias, o sexo foram coisas que com palavras é impossível de descrever. O Alê deixou a gente transando por um bom tempo e ficou do lado só observando enquanto se masturbava. Deixou nos duas a vontade e fizemos tudo. Me senti muito confortável com tudo o que aconteceu entre nos três, primeiro por ter feito aquilo com quem amo e segundo por ter tido uma parceira que além de amiga é de muita confiança. Ficamos até pouco mais das 4 da manhã realizando todas nossas vontades. Quando acabamos ficamos por um tempo os três deitados na cama só curtindo a vibe e conversando sobre o que havia rolado. Depois fomos os três para o chuveiro e lá ainda aconteceu mais algumas coisinhas. Enfim, ela finalmente e infelizmente teve que ir embora. Nos despedimos os três com vários beijos. Foi incrível e perfeito do começo ao fim. E para você que tem vontade, medo ou preconceito, aconselho a experimentar. Resolvi escrever esse relato para descrever minha experiência e assim quem sabe ajudar aqueles que tem dúvidas ou curiosidade sobre o assunto. Infelizmente o Alê e eu combinamos de não fazer mais com ela, e ela também deixou bem claro que foi só aquela vez. E pra gente está perfeito. Foi uma noite memorável que vai ficar eternizada em nossas vidas. Ainda falamos da possibilidade de ter outra garota com a gente novamente, mas iremos deixar rolar um pouco mais. Para gente foi incrível. E tenho certeza que qualquer pessoa que fizer também vai amar a experiência.

Obrigado por ter lido o desabafo de Ana Patrícia.
Duas sugestões: Primeiro comente este desabafo em baixo e depois TOQUE AQUI e venha conhecer novas pessoas no chat amigosK.com
Visto recentemente no Chat:

Texto desabafado por Ana Patrícia , em Terça, 11 de Agosto de 2020
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. Ana Patrícia agradece.
[ Tags ] leia mais sobre: incrivel     sensacional     Diferente     exitante     gostoso    
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.

Comentários ao Desabafo de Ana Patrícia

Por favor seja construtivo nos seus comentários.

0
0
0
0