No Eu Confesso você desabafa em TOTAL ANONIMATO O que espera? Desabafe! Clique no botão à direita.

pub: Coloque a sua dúvida e surpreenda-se com a resposta. Clique para visitar o Eu Pergunto:

Respondida: Já assinou a petição?

Alguém "diferente", de outro mundo, bv, sem amigos, que não se encaixa pra conversar?

a história de como tudo aconteceu Masculino

Confissão ID: 151792 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Partilhar: Facebook Twitter Linkedin

a minha história com a vizinha começou quando ela se mudou para a rua que eu moro,eu tinha bom relacionamento com a vizinha,até que eu descobri que ela trabalhava em laboratório e depois quando eu quando eu descobri que ela mais nova que eu,eu só consegui sentir ódio por ela

eu sempre quis trabalhar em laboratório,ser um grande cientista e pesquisar sobre os mistérios do universo,mas imprevistos aconteceram na minha vida e me fizeram trabalhar com outra coisa,mas eu sempre pensava que no futuro,eu poderia conseguir concretizar esse objetivo,até conhecer a vizinha e notar que existia alguém que estava na minha frente,alguém que tinha algo que eu já deveria ter

eu me senti inferior a vizinha,eu sentia tanto ódio da vizinha que eu criei uma nova categoria para a vizinha,a categoria de pessoa superior a mim,eu tinha muita vontade de bater na cara da vizinha até abrir um buraco nela,o meu ódio pela vizinha era tanto,que a existência dela me incomodava,eu só teria paz quando ela parasse de existir

eu queria lutar com a vizinha até a morte e quem sobrevivesse a luta,ficaria com o emprego,que nem naquele filme do mad max,no qual duas pessoas entravam e só uma pessoa saia

eu saberia que poderia ser preso,mesmo achando sendo injusto ser preso,pois isso era entre eu e a vizinha e o governo não tinha que se meter nisso,mas se eu fosse preso tudo bem,contanto que eu tivesse o emprego da vizinha depois que eu saisse da cadeia

eu não me considero incompetente,pois a vizinha teve oportunidades,que eu não tive,no lugar que a vizinha morava anteriormente ela fez um preparatório de graça para trabalhar nesse lugar,na rua aonde eu moro nunca teve esse tipo de coisa

eu botei na minha cabeça,que eu faria o que fosse preciso para tirar a vizinha do emprego dela,eu pedi para as pessoas me falarem o que eu poderia fazer para concluir o meu objetivo,porem eu não encontrei nenhum amigo de verdade,eu só encontrei amigos da onça que me chamaram de maluco e de doido,esses falsos amigos não queria que eu fizesse que a vizinha fosse demitida,eles queriam me amostrar um caminho alternativo,só tinha um problema,esse caminho não existia,o único jeito de resolver o meu problema era acabando com emprego da vizinha e eu não poderia esperar,pois só de ver a vizinha,eu sentia raiva

era até engraçado a atitude dos amigos da onça que eu encontrei,a vizinha estava me fazendo mal trabalhando aonde ela trabalhava e eu que era o errado da história

ninguém me auxiliou a acabar com o emprego da vizinha,isso foi bom para notar que é o meu amigo de verdade,na hora da dificuldade é que nós notamos que são os nosso amigos de verdade

eu esperei algum descuido da vizinha para eu poder fazer ela ser demitida,eu pensei em ir no trabalho dela e fazer algo contra ela,só que eu não sabia exatamente aonde fica o laboratório que ela trabalha,eu pensei em quebrar o cracha da vizinha,eu pensei em várias coisas

os meses foram passando e nada acontecia,o meu erro foi esperar o momento certo aparecer em vez de tomar uma atitude

depois de um ano,morando aqui na rua,a vizinha se mudou para outro lugar e a informação que eu soube dela é que ela largou o emprego nesse laboratório e está trabalhando com outra coisa

passou mais um tempo e eu li na internet um texto chamado

você realmente quer ser cientista

esse texto me mostrou que o objetivo que eu estava perseguindo não existia,que só conseguiria trabalhar fazendo pesquisa depois da pós graduação

eu me senti um idiota por fazer algo tão inútil,eu sentia tanto ódio da vizinha e ficava planejando acabar com o emprego dela,a toa,pensando que ela estava trabalhando com pesquisa,quando na verdade ela estava fazendo algo que não me importava

Texto desabafado por vizinho , em Sexta, 18 de Novembro de 2016
ÁUDIO: OUVIR O TEXTO - clique em OUVIR O TEXTO e aguarde um pouco - Pausar - Retomar - Parar
Quanto maior o texto, mais tempo demora a começar a leitura. Por favor aguarde.
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. vizinho agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.

Comentários ao Desabafo de vizinho

Por favor seja construtivo nos seus comentários.

0
0
0
0