No Eu Confesso você desabafa em TOTAL ANONIMATO O que espera? Desabafe! Clique no botão à direita.

pub: Você gostaria de saber todos os dados técnicos sobre um site específico? Você tem curiosidade em saber qual o tráfego ou lucro de um site?

Agora é possível e sem custos. Clique aqui e indique o domínio ou endereço do site.

Estou condenada pelo meu marido Feminino

Confissão ID: 120710 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Partilhar: Facebook Twitter Linkedin

Eu confesso que sou casada há cinco anos. Tenho 27 anos e temos dois filhos lindos. Um de 4 anos e outro de um ano. Final de 2014 tive uma briga com meu esposo, estávamos na casa da minha mãe. Ele me deixou com as crianças e foi embora pra cidade onde mora os irmãos dele. Curtiu natal e reveillon longe da família, acompanhei pelo face as safadezas, mandando mensagem para uma menina que tinha acabado de conhecer e já tinha apresentado para toda família. A minha família me pressionando dizendo que eu tinha que voltar para a nossa casa, tentar reconquistar meu esposo, para viver bem, pelo bem dos nossos filhos. Eu decidida a pedir o divórcio e todos dizendo para mim que seria fácil demais para ele ficar com a nossa casa, nosso carro, todos os nossos bens para colocar outra mulher dentro da nossa casa enquanto eu lutava para criar nossos filhos sozinha. Antes de voltar para casa li pelo face dele que ele já tinha voltado e que tinha conhecido outra mulher, já na nossa cidade, em um forró da vida. Quando cheguei a nossa vida foi um inferno. Brigas, indiferença dele, ciúme. E cada dia mais eu tinha certeza que não valeria a pena. Mas por pressão da minha família, enquanto não saía a audiência de conciliação, eu fiquei na nossa casa. Cuidando das crianças enquanto ele se arrumava para ir aos forrós da vida. Mas acontece que ele foi mudando, vendo que estava vendo nossos filhos sofrer, jogando a família para o alto, nosso filho estava com três meses na época. Aos poucos voltamos a conversar e um dia ele me pediu perdão, disse que voltaria para a cidade dele se não fossemos mais viver juntos. Depois de tantos conselhos resolvi dar mais um chance para ele. Apesar de não confiar mais, de guardar tanta mágoa por tanto sofrimento, pelo menos aos olhos dos nossos filhos seríamos uma família completa e feliz. E agora, faz uma semana que descobri que estou com uma lesão de alto grau (um pré câncer) causado pelo vírus HPV. Mesmo com camisinha esse vírus pode ser contraído e os tipos mais brandos causam verrugas nos genitais, mas os tipos que tem potencial cancerígeno não manifestam sintomas, sobretudo nos homens. Mas uma mulher infectada pode desenvolver lesões no colo do útero. O sistema imunológico na maioria das vezes consegue eliminar o vírus, mas devido ao stress ando muito fraca, e isso foi o suficiente para que isso acontecesse comigo. Agora vou fazer exames e biópsia para saber qual tratamento deverei seguir. Mil coisas passam pela minha cabeça. Um sentimento que não sei explicar misto de raiva, tristeza, rancor. Não aguentei e desabafei a ele. Todo mal que ele me fez. Mas não me importo se pra ele tanto faz. Eu quis dar uma família aos meus filhos e agora corro o risco de não ve-los crescer. Tantos planos, tantos sonhos e agora tenho uma batalha a vencer. Mais uma. Não sei o que Deus me reserva. Só sei que Preciso reagir se quiser viver. Preciso de forças. Agora ele me apoia. Quer ir comigo fazer os exames. Mas como vou me deitar com uma pessoa que tem um vírus que está para acabar com a minha vida? Normalmente, em três anos uma pessoa saudável está livre do HPV, mas se eu sobreviver, não quero correr o risco novamente. Fiquem atentos, a quem perdoar e por que perdoar.

Texto desabafado por Lua , em Sexta, 23 de Outubro de 2015
ÁUDIO: OUVIR O TEXTO - clique em OUVIR O TEXTO e aguarde um pouco - Pausar - Retomar - Parar
Quanto maior o texto, mais tempo demora a começar a leitura. Por favor aguarde.
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. Lua agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.
[ Tags ] leia mais sobre: raiva     indignação     medo     traição         

Comentários ao Desabafo de Lua

Por favor seja construtivo nos seus comentários.

0
0
0
0